Notícias

Inadimplência Universitária: como cobrar alunos em momento de alto desemprego?

A real situação da inadimplência universitária

01.Set.2020

Inadimplência Universitária: como cobrar alunos em momento de alto desemprego? - Cobre maisCobre mais - Inadimplência Universitária: como cobrar alunos em momento de alto desemprego?

A pandemia foi avassaladora em diversos setores – dentre eles cabe destaque à inadimplência universitária em razão de diminuição de salários e aumento expressivo do desemprego no Brasil. E então, como reverter a situação e cobrar alunos num momento tão delicado?

A real situação da inadimplência universitária

De acordo com o Insituto Semesp (congregação de entidades mantenedoras de ensino superior no estado de São Paulo), a inadimplência universitária cresceu 72%, além da evasão ter crescido mais de 30% em relação aos anos anteriores.

O cenário da inadimplência universitária: estudantes x Instituição de Ensino

A inadimplência universitária atinge estudantes de todo o Brasil que viram sua realidade mudar repentinamente, passando desde suspensão total à aulas sendo lecionadas de forma 100% online. Além disso, como cidadãos, também viram seus rendimentos (antes já bastante estreito) serem reduzidos e grande parcela perdeu suas fontes de renda, sem contar aqueles dependentes de seus pais que, da mesma forma, acumulam dívidas e reduções de renda.

Por outro lado, as Instituições de Ensino tiveram um aumento expressivo de despesas, tendo que providenciar ambientes virtuais, treinamento de professores e inovar repentinamente – correndo altos riscos financeiros em decorrência da inadimplência universitária.

As dificuldades das instituições de ensino para reduzir a inadimplência universitária

Além das inovações tecnológicas, as Instituições de Ensino tiveram também que modernizar e adaptar estratégias relativas ao relacionamento com o aluno e à cobrança. Para evitar a inadimplência universitária, as instituições tiveram que estar dispostas a ouvir a necessidade de cada um de seus alunos, dispondo de negociações e ações de incentivo ao prosseguimento dos estudos.

Tratando-se de um público, em sua grande maioria, de jovens em início de carreira, as Instituições de Ensino não devem hesitar em utilizar a tecnologia a seu favor para diminuir números da inadimplência universitária. O envio de e-mails com aviso de vencimento e informações sobre canais de negociação ou até mesmo envio de SMS com links para negociação via chatbot no WhatsApp tem trazido expressivo sucesso na recuperação de crédito.

No entanto, no universo de jovens, ainda é muito comum a troca de dados para contato, sendo que em grande parte das vezes, o telefone ou e-mail informado para a Instituição de Ensino já se alterou, dificultando o relacionamento para entender as necessidades do estudante e reduzir a inadimplência universitária.

Estratégias e inovações que previnem a inadimplência universitária e aumentam a recuperação de crédito

Para controlar e reduzir a inadimplência universitária, ações de cobranças com estratégias é fundamental para elevar os resultados de recebimento sem prejudicar o relacionamento com Aluno. A Cobre Mais possui expertise no segmento educacional e pode contribuir com os resultados da sua empresa. click no link abaixo e conheça mais sobre nossas soluções de valor.

http://www.cobremaiscobrancas.com.br/empresas.html

Leia Também: